Link to home

​​Micotoxinas nas Lavouras (Culturas, pt): Um Perigo à Saúde Humana e de Animais Domésticos

Schmale, D.G., and G.P. Munkvold. 2009. Mycotoxins in Crops. Portuguese translation by Paulo Roberto Kuhnem Júnior and Piérri Spolti, 2014.The Plant Health Instructor. DOI: 10.1094/PHI-I-2009-0715-01.

David G. Schmale III
Virginia Polytechnic Institute and State University, Blacksburg, VA

Gary P. Munkvold
Iowa State University, Ames, IA

Tradutores:

Paulo Roberto Kuhnem Júnior
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Porto Alegre, RS, Brasil
e
Piérri Spolti
Universidade Federal de Viçosa
Viçosa, MG, Brasil

INTRODUÇÃO

Figura 1

 

Figura 2

Micotoxinas são substâncias químicas produzidas por fungos que são prejudiciais aos humanos e animais domésticos. Estas substâncias químicas podem contaminar alimentos e rações em todo o mundo, possuindo um número significativo de questões relacionadas à segurança alimentar (Figura 1). As micotoxinas podem ser fatais ou causar doenças graves mesmo em baixas concentrações, muitas vezes mensuradas em parte por milhão (ppm) ou parte por bilhão (ppb). Talvez existam milhares de micotoxinas no planeta Terra, mas apenas uma pequena fração destas substâncias químicas tem o potencial de causar doenças em seres humanas e plantas. Na natureza, as micotoxinas talvez atuem limitando as respostas de defesa ou protegendo os fungos contra outros microrganismos.

O estudo das micotoxinas, conhecido como micotoxicologia, iniciou-se em 1960 numa fazenda na Inglaterra (Figura 2). Mais de 100.000 jovens perus morreram em decorrência da doença denominada ‘Turkey-X disease’ após comerem uma ração à base de amendoim que estava contaminada com aflatoxinas – até então um novo grupo de micotoxinas produzidas pelo fungo Aspergillus flavus. Nos anos seguintes a esta massiva fatalidade, outras micotoxinas importantes incluindo alcaloides de ergot (cravagem, pt), fumonisinas, ocratoxinas, tricotecenos e zearalenona foram descobertas e descritas, muitas do resultado de outras intoxicações devastadoras.

Esta lição disponibiliza uma revisão de micotoxinas economicamente importantes que podem contaminar rações ou alimentos destinados ao consumo humano e que são prejudiciais à saúde humana e de animais domésticos (Tabela 1). Outras micotoxinas não apresentadas na Tabela 1 (ex.: citrinina, ácido ciclopiazônico e patulina) também podem ser economicamente importantes em alguns momentos. Para uma revisão mais compreensiva incluindo outras micotoxinas, uma boa referência é a publicação pelo CAST (2003).

Os objetivos específicos desta lição são:

  • Apresentar os principais grupos de micotoxinas, os fungos que podem produzi-las, e as culturas nas quais estas micotoxinas são mais frequentemente associadas,
  • Apresentar doenças importantes em humanos e animais domésticos causadas por micotoxinas (conhecidas como micotoxicoses),
  • Refletir sobre estratégias para reduzir a contaminação com micotoxinas em sistemas agrícolas,
  • Apresentar tecnologias atuais para a detecção da contaminação com micotoxinas e,
  • Discutir o impacto global das micotoxinas com ênfase particular nos países do terceiro mundo.

AGRADECIMENTOS

 

Os autores são gratos aos membros do Comitê de Micotoxicologia da Sociedade Americana de Fitopatologia pelas ideias e pelas outras sugestões no desenvolvimento desta lição.

Tabla 1Os autores são gratos aos membros do Comitê de Micotoxicologia da Sociedade Americana de Fitopatologia pelas ideias e pelas outras sugestões no desenvolvimento desta lição.

Mycotoxina

Produtos contaminados

Animais afetados

Efeitos clínicos

Aflatoxinas

Milho, amendoim, sementes de algodão, nozes (frutos secos, pt), derivados do leite

Porco, cão, gato, gado (bovino, pt), ovelha, pássaros jovens, humanos

Danos no fígado, hemorragia intestinal, câncer (cancro, pt)

Alcaloides de ergot (cravagem, pt)

Centeio, sorgo, pastagem

Gado (bovino, pt), ovelhas, humanos

Alucinações, gangrena, amputações, partos prematuros

Fumonisinas

Milho, silagem

Cavalo, porco, humanos

Edema pulmonar, leucoencefalomalácia, câncer (cancro, pt) do esôfago, defeitos do tubo neural, danos no fígado, desenvolvimento

Ocratoxinas

Grãos de cereais, café, uva

Porco, humanos

Danos nos rins e no fígado, câncer (cancro, pt)

Tricotecenos

Trigo, cevada, aveia, milho

Porco, gado (bovino, pt), aves domésticas, cavalo, humanos

Refluxo, diarreia, vômitos, desordens da pele, desenvolvimento reduzido

Zearalenona

Milho, feno

Porco, gado (bovino, pt)

Alargamento do útero, abortos, má formação dos testículos e dos ovários


Próximo: Aflatoxinas.